V.i Part 1: The Age of Chaos (Book)

De Tibia Wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Green Book.gif

V.i Part 1: The Age of Chaos

Localização: Biblioteca de Dawnport
Gênero: Indefinido.
Autor:
Traduzido: Tick.png

Original:

Uman looked with sadness at the damage his evil half had done to the creation Fardos and he had worked for so hard. He felt that Zathroth had finally gone too far. In his desperation he turned to Fardos for advice. Together, they decided that it would be best to sever the bond between Uman and Zathroth once and for all. They set about to this task with great energy, and their efforts soon enough appeared to be crowned with success. However, the weaker the bond between Uman and Zathroth became, the weaker Uman himself grew, and in the end they realised that the duality could not be separated without endangering Uman's very existence. At last the invocation was aborted. Uman had to accept the fact that the duality between Zathroth and himself could not be broken, and that their fate and indeed their very existence were intertwined for eternity.

However, Uman's and Fardos's joint efforts did not remain entirely without consequence, for during the unsuccessful attempt to separate the double god a small part broke away from it. This tiny shard grew and expanded until it took shape and eventually became a sentient creature of its own. This was the hour Kirok the Mad was born. Owing to his peculiar ancestry this strange god has a twisted or, as some say, a schizophrenic nature. He inherited Uman's creative mind and his inquisitive nature, so that he eventually became the patron god of all those who follow the path of science and research. However, the one trait Kirok is really famous for is his twisted sense of humour. He adores bad taste and ingenious pranks, and this peculiar characteristic makes him the favourite of bards, jesters and of all other kinds of suspicious people.

While Fardos and Uman were working hard on their spell, Zathroth's minions went on to lay waste to the elder gods' precious creation, and the devastation continued without pause. It seemed as though the whole world was doomed to perish. However, some of the lesser gods who were tired of just standing by while their beloved Tibia was ravaged. They decided to put up resistance against the reckless hordes. Bastesh the Mistress of the Sea created huge, mysterious creatures that were both elegant and fierce, and she populated her beloved ocean with them to make sure Zathroth's minions would never defile its pure waters. However, there was little she could do to help her cousins who lived on the dry land. Of all her creatures the only ones to survive on land were the dextrous and venomous snakes. Crunor and Nornur, too, created creatures to fight against Brog's and Zathroth's hordes: Crunor the Lord of the Trees created fierce wolves, while Nornur equipped his beloved spiders with deadly poison to make them more powerful.


Tradução:

Uman olhou com tristeza para o dano que sua parte má havia feito na criação que Fardos e ele haviam trabalhado tão penosamente. Ele sentiu que Zathroth finalmente havia ido muito longe. Em seu desespero ele foi a Fardos para aconselhamento. Juntos, eles decidiram que seria melhor romper o elo entre Uman e Zathroth de uma vez por todas. Eles começaram essa tarefa com grande energia, e seus esforços logo pareceram estar coroados com sucesso. Porém, quanto mais fraco o elo entre Uman e Zathroth se tornava, mais fraco o próprio Uman ficava, e no fim perceberam que a dualidade não poderia ser separada sem arriscar a própria existência de Uman. Finalmente a invocação foi interrompida. Uman aceitara o fato de que a dualidade entre Zathroth e ele não poderia ser quebrada, e que seus destinos e, de fato, suas próprias existências, estavam entrelaçadas para a eternidade.

No entanto, os esforços unidos de Uman e Fardos não ficaram totalmente sem conseqüência, pois durante a tentativa não-sucedida de separar o deus duplo, uma pequena parte se separou dele. Esse pequeno caco cresceu e expandiu até tomar forma e eventualmente se tornar uma criatura ciente por si própria. Essa foi a hora em que Kirok o Louco nasceu. Devido sua ancestralidade peculiar, esse estranho deus tem uma natureza torcida ou, alguns diriam, esquizofrênica. Ele herdou a mente criativa de Uman e sua natureza inquisitiva, tanto que se tornou eventualmente o deus patrono de todos aqueles que seguem o caminho da ciência e da pesquisa. No entanto, o traço pelo qual Kirok é realmente famoso é seu estranho senso de humor. Ele adora peças engenhosas e de mau gosto, e essa característica peculiar faz dele o favorito de bardos, bobos e de todos os outros tipos de pessoas suspeitas.

Enquanto Fardos e Uman trabalhavam fortemente em seu encantamento, as forças de Zathroth destruíam a preciosa criação dos deuses antigos, e a devastação continuava sem pausa. Parecia que o mundo inteiro estava condenado a perecer. No entanto, alguns dos deuses menores estavam cansados de ficarem parados enquanto sua amada Tibia era arrasada. Eles decidiram formar uma resistência contra as hordas imprudentes. Bastesh, a Senhora do Mar, fez criaturas gigantes e misteriosas, que eram elegantes e ferozes, e ela povoou seu amado oceano com eles para garantir que as forças de Zathroth nunca corrompessem suas águas puras. No entanto, havia pouco que ela pudesse fazer para ajudar seus primos que viviam na terra seca. De todas as suas criaturas, as únicas que podiam sobreviver na terra eram as habilidosas e venenosas cobras. Crunor e Nornur também fizeram criaturas para lutar contra as hordas de Brog e Zathroth: Crunor, o Senhor das Árvores, criou lobos ferozes, enquanto Nornur equipou suas amadas aranhas com veneno mortal para torná-las mais poderosas.

Retornar para Biblioteca de Dawnport.
V.i Part 2: The Age of Chaos →

BibliotecasBibliotecas Bibliotecas
Cidades
Academia de Rookgaard
Bibliotecas de Ab'Dendriel
Bibliotecas de Ankrahmun
Bibliotecas de Carlin
Bibliotecas de Edron
Bibliotecas de Kazordoon
Bibliotecas de Liberty Bay
Bibliotecas de Port Hope
Bibliotecas de Thais
Bibliotecas de Quirefang
 
Diversos
Livros espalhados pelo Tibia
Fora de cidades
Biblioteca de Ashta'daramai
Biblioteca de Beregar
Biblioteca de Mal'ouquah
Bibliotecas do Green Claw Swamp
Bibliotecas de Dark Cathedral
Bibliotecas de Drefia
Biblioteca de Demona
Biblioteca da Desert Dungeon
Biblioteca do Dream Realm
Biblioteca de Formorgar Mines
Biblioteca do Hellgate
Biblioteca da Isle of the Kings
Bibliotecas de Meriana
Biblioteca de Mintwallin
Biblioteca de Nargor
Biblioteca da Paradox Tower
Biblioteca de Plains of Havoc
Biblioteca de Krimhorn
Biblioteca de Razachai


Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Biblioteca
Ferramentas