The Rise of the Pumpkin (Book)

De Tibia Wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Brown Square Book.gifBrown Book.gifBlack Book.gif

The Rise of the Pumpkin

Localização: Black book na Biblioteca de Isle of the Kings, brown book nas Bibliotecas de Kazordoon e Brown Square Book nas Bibliotecas de Ab'Dendriel.
Gênero: Indefinido.
Autor: Desconhecido.
Descrição curta: Explicação sobre a criação do The Halloween Hare e do The Mutated Pumpkin.
Traduzido: Tick.png
Artigos relacionados: Halloween, The Halloween Hare, The Mutated Pumpkin.

Original:

The Rise of the Pumpkin
After many wars and always new threats by the forces of darkness, humanity was afraid of many things. It was no cowardice but a gnawing fear that slowly eroded courage and faith. The servants of evil seemed to appear everywhere and in many horrible forms. Humans had grown accustomed to be afraid of the dark and the unknown. This weakened their resolve and with that also the forces of good. The gods came together to find a way to rise the spirit of humanity once again. They discussed and debated but could not come to an agreement because their views were too contrasting. And while they still deliberated, suddenly one of their least and minor creations stood amongst them. It was the lord of the rabbit race who had passed unnoticed by the mighty guardians. Without fear the little rabbit faced the gods who looked upon him in astonishment. Then the lord of the rabbits proposed his idea to the mighty and great gods. Since rabbits are tiny and their enemies are many, they are quite familiar with fear and how to handle it. So the lord of the rabbits came up with the idea to have the humans overcome their fear by learning to laugh in the face of evil. The gods were amazed by this simple but clever idea. So they chose the mightiest warrior of the rabbit race and bestowed magical powers upon him. The daring hare gained the protection of the gods and the power to disguise humans with hideous appearances of monsters. Each year, the hare would appear for some time and do his work. So the humans learnt to laugh and had fun while appearing as monsters, and the great fear that had darkened the souls of humans gradually vanished. This enraged the forces of evil and so they called forth the most malevolent spirit from the realm of darkness. It was his task to spread fear among mankind once again. The spirit was sent to take possession of the greatest living hero among the humans and to wreak havoc in the name of darkness. Unbeknownst to them, the lord of the rabbits had anticipated that the forces of evil would strike back. So he had sent some spies to the realm of darkness and learnt about their plan in time. He warned the humans about the approaching danger and once again had the right plan to save the day. He asked the humans to build a puppet clad in a shining armor and to put it on a throne in the midst of their festivities. As the puppet's head served a pumpkin with a carved face. The clever hare had figured that a spirit from the depths of the realm of darkness was not familiar with humans and would assume the figure on a throne in the centre of festivities as humanity's greatest hero. And indeed he was proven right when the spirit arrived and tried to possess what he assumed a human body. But the spirit had immense powers and so he finally managed to take possession of the pumpkin head on the cost of nearly all of his powers. With hardly any power left, the spirit made the pumpkin move and began to attack the celebrating humans. But the humans had long regained their courage and were not afraid to fight back. They drove off the evil pumpkin that escaped to some remote place where he was finally banished from the world. It took the spirit one year to regain enough of his strength to fight his way back into reality. He re-entered the world at the place of his defeat and to his shock and dismay he was no longer a spirit but bound to a pumpkin-like body. The beast roared in rage but could do little about it. Again he tried to wreak havoc in the world but again valiant heroes stopped his rampage and banished him for another year. Since this day on, the spirit returns every year hoping that one day humanity will be weakened enough for him to finally take revenge.


Tradução:
Após muitas guerras e constantes novas ameaças das forças das trevas, a humanidade tinha medo de muitas coisas. Não era covardia, mas um medo insistente estava lentamente corroendo a coragem e a fé. Os servos do mal pareciam surgir em todos os lugares e em muitas formas horríveis. Os seres humanos haviam se acostumado a ter medo do escuro e do desconhecido. Isso enfraqueceu a sua determinação e também as forças do bem para a humanidade. Os deuses se reuniram para encontrar uma maneira de elevar o espírito da humanidade, mais uma vez. Eles discutiram e debateram, porém não conseguiram chegar a um acordo, pois suas opiniões eram muito contrastantes. E, quando eles estavam quase decidindo, uma de suas criações mais secundaria, de repente estava entre eles. Foi o Lord da raça dos coelhos que tinha passado despercebido pelos poderosos guardiões. Sem medo o pequeno coelho enfrentou os deuses que olharam para ele com espanto. Então o Lord dos coelhos propôs sua idéia aos fortes e poderosos deuses. Já que coelhos são pequenos e seus inimigos são muitos, eles são bastante familiarizados com o medo e como lidar com isso. Então, o Lord dos coelhos, surgiu com a idéia de fazer os humanos superarem seus medos, aprendendo a rir diante da face do mal. Os deuses ficaram impressionados com esta idéia simples, mas inteligente. Então eles escolheram o mais poderoso coelho corredor e deu poderes mágicos a ele. A lebre ousada ganhou proteção dos deuses e o poder para se disfarçar para os seres humanos com aparência de monstros horríveis. A cada ano, a lebre aparece há algum tempo para fazer o seu trabalho. Assim, os humanos aprenderam a rir e se divertir quando se deparassem com monstros, e o grande medo que havia escurecido as almas dos seres humanos, gradualmente desapareceu.

Isso enfureceu as forças do mal e assim por diante eles chamaram o espírito mais maléfico do reino das trevas. Era sua tarefa espalhar o medo entre a humanidade mais uma vez. O espírito foi enviado para tomar posse do poder do herói que vivia entre os humanos e para causar mais estragos em nome da escuridão. Sem que soubessem, o Lord dos coelhos havia antecipado que as forças do mal iriam revidar. Como já havia antecipado, o Lord dos coelhos enviou alguns espiões no reino das trevas e lá eles aprenderam sobre seus planos. Ele alertou os seres humanos sobre o perigo se aproximando e mais uma vez teve o plano certo para salvar o dia. Ele pediu aos humanos para construírem um boneco vestido com uma armadura brilhante e colocá-lo em um trono no meio de suas festividades. Como a cabeça do boneco que havia sido usado era de uma abóbora com um rosto esculpido, a lebre inteligente havia imaginado que o espírito das profundezas do reino das trevas não estava familiarizado com os seres humanos e diria que a figura em um trono no centro das festividades era o maior herói da humanidade. E de fato ele estava certo, quando comprovado que o espírito chegou e tentou possuir o que ele acreditou ser um corpo humano. Mas o espírito tinha imensos poderes e por isso ele finalmente conseguiu tomar posse da cabeça de abóbora perdendo quase todos os seus poderes. Com quase nenhum poder a seu favor, o espírito tomou posse da abóbora e começou a atacar os seres humanos que estavam comemorando. Mas os seres humanos já haviam recuperado sua coragem e não estavam com medo de lutar contra o monstro. Eles foram atrás da abóbora do mal que escapou para algum lugar remoto do mundo, onde lá ela foi finalmente banida do mundo. Levou cerca de um ano para o espírito recuperar parte da sua força, o suficiente para lutar pelo seu caminho de volta para a realidade. Ele re-entrou no mundo no local de sua derrota e seu choque e desanimo foi grande, pois ele não era mais um espírito, mas sim vinculado a um corpo de uma abóbora. A besta rugiu de fúria, mas poderia fazer pouco sobre o que havia acontecido. Novamente ele tentou criar o caos no mundo, mas valentes heróis outra vez pararam sua fúria e o baniu por mais um ano. Desde desse dia, o espírito retorna a cada ano na esperança de que um dia a humanidade estará enfraquecida o suficiente para ele finalmente se vingar.

Retornar para Biblioteca da Isle of the Kings, Bibliotecas de Kazordoon, Bibliotecas de Ab'Dendriel.

BibliotecasBibliotecas Bibliotecas
Cidades
Academia de Rookgaard
Bibliotecas de Ab'Dendriel
Bibliotecas de Ankrahmun
Bibliotecas de Carlin
Bibliotecas de Edron
Bibliotecas de Kazordoon
Bibliotecas de Liberty Bay
Bibliotecas de Port Hope
Bibliotecas de Thais
Bibliotecas de Quirefang
 
Diversos
Livros espalhados pelo Tibia
Fora de cidades
Biblioteca de Ashta'daramai
Biblioteca de Beregar
Biblioteca de Mal'ouquah
Bibliotecas do Green Claw Swamp
Bibliotecas de Dark Cathedral
Bibliotecas de Drefia
Biblioteca de Demona
Biblioteca da Desert Dungeon
Biblioteca do Dream Realm
Biblioteca de Formorgar Mines
Biblioteca do Hellgate
Biblioteca da Isle of the Kings
Bibliotecas de Meriana
Biblioteca de Mintwallin
Biblioteca de Nargor
Biblioteca da Paradox Tower
Biblioteca de Plains of Havoc
Biblioteca de Krimhorn
Biblioteca de Razachai


Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Biblioteca
Ferramentas