As Primeiras Criaturas

De Tibia Wiki
Ir para: navegação, pesquisa

Zathroth observava o progresso da criação com ira e desgosto. Se ele tivesse os meios, ele teria destruído a criação naquele exato momento, no entanto, ele sabia que lhe faltava o poder para fazer isso, especialmente agora que Fardos e Uman estavam cientes de suas intenções e o vigiavam constantemente. Ele tinha que recorrer a outros meios de trazer ruína a criação. Foi por esta razão que ele observou o conceito da vida com grande interesse, porque ele previu claramente que um monte de prejuízos poderia ser feito com isso. Assim como ele repugnava a maioria dos deuses que haviam criado, houve um que chamou sua atenção. Os instintos básicos de Fafnar e seus poderes destrutivos não falharam em impressioná-lo, e então um plano lhe veio a mente, ele a bajulou com elogios e logo obteve sucesso em seduzi-la. Assim Brog, o Feroz Titã, foi concebido. Uma abominação extremamente feia que tinha apenas um olho em sua enorme cabeça, Brog havia herdado um pouco da astúcia de seu pai, mas nada de sua cautela, ainda que fosse forte e ameaçador, e o coração ardente de sua mãe queimasse selvagemente dentro dele.

Enquanto crescia, Brog sofria com o fogo que queimava em seu interior, até que um dia, quando isso cresceu de maneira insuportável, ele invocou todos os seus poderes mágicos e liberou o tanto quanto pode da dolorosa chama sobre o mundo. O fogo abrasador misturou-se com sua fúria, e disso surgiu Garsharak, o primeiríssimo dragão, que mais tarde procriou uma raça inteira de lagartos gigantes e inteligentes, uma raça que viria a trazer terror e caos a Tibia. Brog observou a terrível criatura que havia criado certamente por acidente, ele alegrou-se ao ver o quão feroz e poderosa era ela. Ainda que fosse estúpido, ele também possuía o dom de criar vida, com o qual em um ato de vaidade criou os ciclopes a sua própria imagem.

Brog observou a terrível criatura que havia criado certamente por acidente, ele alegrou-se ao ver o quão feroz e poderosa ela era. Ainda que fosse estúpido, ele também possuía o dom de criar vida, com o qual em um ato de vaidade criou os ciclopes a sua própria imagem.


Zathroth observou os experimentos de Brog com grande interesse. A muito que ele não guardava seu filho em alta estima, mas aqui estava algo para o que ele reconhecidamente tinha algum talento. Mesmo que não entendesse as leis da vida por si mesmo ele sabia que o dom de Brog poderia provar ser um grande trunfo. Ele chamou seu filho e falou para que prosseguisse com seus experimentos, incitando-o a criar algo mais terrível e destrutivo do que ciclopes. Mesmo que estes gigantes fossem fortes e ferozes, eles não eram tão destrutivos quanto ele queria que fossem. De fato, devido ao seu amor pela mineração e pela forja os ciclopes eram uma raça mais criativa do que destrutiva. Pior, eles não estavam se propagando rápido o suficiente para torná-los uma ameaça real a criação. Por essa razão Brog criou os trolls e os goblins, raças que eram mais fracas que os ciclopes, mas propagavam-se muito mais rápido. No entanto, sua indiscutível obra-prima foram os orc, uma raça de guerreiros terríveis e decididos que viviam apenas para expandir e conquistar. Logo os orcs espalharam-se por toda Tibia, e eles eram o flagelo de tudo que estava vivo.


Resumo

Zathroth observava o progresso da criação com ira e desgosto e desejava ter o poder de destruir tudo, porém estava sendo vigiado por Uman e Fardos. Buscando outros meios de trazer ruína à criação ele foi ao encontro da única criação que lhe havia chamado a atenção, Fafnar. Zathroth a seduziu e o furioso Titã Brog foi concebido.

Brog havia herdado o fogo ardente de sua mãe que queimava em seu interior. Um dia quando isso ficou insuportável ele liberou grande quantidade de suas dolorosas chamas e, acidentalmente, criou o primeiro dragão Garsharak. Esta criatura procriou outras raças fortes e inteligentes como ele e trouxeram caos ao mundo. Orgulhoso de sua criação Brog então criou os ciclopes a sua própria imagem.

Zathroth entusiasmou-se com Brog e o incentivou a criar algo mais terrível e destrutivo que ciclopes, pois esses gigantes gostavam mais de criar que destruir e também não procriavam-se rápido a ponto de serem uma ameaça real a criação. Brog então criou os goblins, trolls e sua grande obra-prima, os temíveis orcs que viviam para expandir e conquistar.


← Capítulo III: O Nascimento Dos Elementos | Capítulo V: A Era do Caos →
Ferramentas pessoais
Espaços nominais

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Biblioteca
Ferramentas